ATENDIMENTO AO CIDADÃO

MPPA e SEDUC debatem sobre readequação de escola na Pedreira

A reunião debateu a interdição e as providências necessárias para o retorno das atividades da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maroja Neto
Belém 11/11/21 13:55

Descrição da imagem: Fotografia colorida da reunião. No centro, há seis pessoas, duas mulheres e quatro homens, sentadas em cadeiras pretas ao redor de uma mesa cinza. Ao fundo da sala, há um homem e uma mulher sentados em frente a uma mesa com computador, encontados na parede. Todos usam máscaras. A sala possui paredes beges, piso com lajotas cinzas e a parede de fundo tem persianas brancas.

A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Constitucionais Fundamentais e dos Direitos Humanos, por meio do promotor de Justiça Carlos Eugênio Rodrigues Salgado dos Santos, realizou, nesta terça-feira (9), uma reunião com a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), para debater sobre a interdição da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maroja Neto, localizada no bairro da Pedreira.

A reunião contou também com a presença de representantes do Conselho Escolar e da direção da escola. Na ocasião, foram debatidas as providências necessárias para que as aulas retornem o mais breve possível, em imóvel com condições adequadas de funcionamento.

Nos encaminhamentos, foi deliberado que enquanto a escola aguarda aprovação de uma reforma geral, retomará seu funcionamento em imóvel alugado pela SEDUC, em prédio onde funcionava a escola Fantástico, que foi bem aceito pela comunidade escolar.

 

Texto: 1ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Constitucionais Fundamentais e dos Direitos Humanos
Edição: Ascom MPPA

 

Fale Conosco

ATENDIMENTO AO CIDADÃO