ATENDIMENTO AO CIDADÃO

Projeto em parceria com o MPPA beneficia produtores rurais afetados pela pandemia

Em duas etapas o projeto Juruti Solidário chega a 270 famílias atendidas com cestas de alimentos, com recursos de transações penais
Juruti 12/05/21 08:51

 

A promotoria de Justiça de Juruti e o Instituto Juruti Sustentável (IJUS), com a parceria do Tribunal de Justiça do Pará, concluem nesta semana a segunda e última etapa do projeto Juruti Solidário, iniciado em 2020, para apoio ao enfrentamento das consequências socioeconômicas da pandemia de covid-19. Na segunda-feira, 10 de maio, foi realizada entrega em duas comunidades, com atendimento de 30 famílias. Até o fim da semana serão entregues 110 cestas de alimentos.

Com as duas etapas o projeto chega a 270 famílias atendidas, previamente cadastradas, de 30 comunidades. Os recursos serão oriundos do IJUS e dos valores de transações penais depositados em conta judicial da comarca. A primeira etapa foi realizada em setembro de 2020, e com as eleições municipais, houve um intervalo. Após a prestação de contas, a segunda etapa está sendo realizada.

Para a vinculação das famílias foi utilizado o cadastro da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento, de produtores familiares da feira do produtor rural. As comunidades que receberam o projeto nesta segunda-feira (10) foram Santo Antônio do Mirituba e São José, na região do Planalto, com atendimento de 30 famílias. A ação contou com a participação da presidente do Instituto Juruti Sustentável, Maria Raimunda Melo, e Elber Diniz, gerente de projetos.

De acordo com Marta Bentes Azevedo, produtora rural e coordenadora da comunidade Santo Antônio do Mirituba, a pandemia é difícil, pela dificuldade de escoar a produção e não ter como vender, principalmente no período em que as feiras estavam suspensas. “Essa cesta é muito importante porque vem nos ajudar e nos incentivar de ver que também tem alguém que pensa em nós, que vê a nossa dificuldade, pelo motivo da gente não conseguir comercializar o nosso produto. Então isso vem somar, vem agregar junto com a nossa família, para que a gente possa ter uma melhor qualidade de alimentação”, destaca.

 

Vanzinha Bentes Pereira foi uma das beneficiadas com o projeto
Vanzinha Bentes Pereira foi uma das beneficiadas com o projeto
Foto: IJUS

#pracegover: foto da produtora rural Vanzinha Bentes, em pé ao lado de uma embalagem plástica com alimentos. Ao fundo, outras cestas arrumadas

O Instituto Juruti Sustentável propôs o projeto à promotoria de Justiça de Juruti, que acompanha a execução para garantir a legalidade das ações e que não seja utilizado para fins políticos ou eleitorais. Na primeira etapa, o acompanhamento foi feito por meio do promotor de Justiça Thiago Ribeiro Sanandres, e na segunda, pelo promotor de Justiça Paulo Igor Barra Nascimento.

Os recursos no total de R$ 30.874,30 para execução são em parte do IJUS, e do valor de R$25 mil, que foram divididos em duas parcelas, referentes a transações penais que resultaram em depósitos judiciais. A promotoria solicitou a destinação dos valores em saldo da conta bancária da comarca ao Juiz Vilmar Durval Macedo Junior, que deferiu o pedido do MPPA em favor do Instituto, que gerencia a aquisição e entrega.

Após a entrega, o IJUS apresenta relatório com a prestação de contas e notas fiscais de aquisição dos produtos, além de garantir que seja feita sem aglomeração, respeitando as normas de distanciamento e higiene.

Texto: Lila Bemerguy, com informações do IJUS
Fotos: Instituto Juruti Sustentável

 

Fale Conosco

ATENDIMENTO AO CIDADÃO